Time Out: Há Pizza Gira, artesanal e oval no Poço dos Negros

Nova pizzaria artesanal utiliza apenas ingredientes locais, dos Açores e do Alentejo. Há combinações improváveis para experimentar.

Longe vão os tempos em que reconhecíamos autoridade apenas às pizzas redondas, em tamanhos pequenos ou familiares. Vieram as rectangulares e quadradas, vendidas à fatia, e aceitámos e seguimos. Agora é a vez das pizzas ovais. A obra é de Mauro Soggiu, um dos fundadores da Pizzaria Roberta’s em Brooklyn (Nova Iorque), Selina e Eduard van der Geest, que abriram a Pizza Gira, no Poço dos Negros, em vésperas do segundo confinamento.

Não houve festa nem ajuntamento à porta, como mandam as restrições, mas a Pizza Gira manteve a sua inauguração discreta (mas chamando a atenção com as cores amarelo e azul garridas da fachada) e começou a vender pizzas em formato take-away e delivery próprio em Janeiro. A massa é uma receita de Soggiu, feita à mão diariamente, usando um “método familiar tradicional”, explicam numa nota. 

image
Nicola Sanchez

Depois de lhe darem a forma oval, há os toppings e aqui entra a aposta forte desta pizza Gira: os ingredientes locais e provenientes do Alentejo e Açores. A ideia, reforçam, é dar um “toque especial à pizza clássica, criar combinações ousadas que celebram o melhor dos sabores locais”. 

Os vegetais, biológicos, vêm então de quintas em Sintra, os cogumelos ostra da Nãm Mushroom Farm e o fiambre do Alentejo. Isto resulta em pizzas mais invulgares como a Alentejana, com tomate, mozzarella, presunto alentejano com 18 meses de cura, cogumelos, queijo amanteigado, tomilho e rúcula (12€), ou a Terra de Santos com mozzarella, tomate, chouriço, chouriço fumado com lenha de azinho, cebola branca doce, pimentão doce e salsa (11€). Também há a Horta Branca com mozzarella, puré de feijão branco, salvia, pasta de alho, abóbora, cebola roxa caramelizada e pinhão (8€), a Portuguesa com tomate, mozzarella, bacalhau, cebola, azeitona preta, ovos de codorniz, coentros e tomate cereja (10€) ou a Açoriana, com tomate, mozzarella, ananás, lombo de porco defumado, cebola roxa, agrião e piri-piri (10€).

dona rita pizza by pizzagira
Nicola Sanchez

Na lista encontra também uma doce, com mozzarella e requeijão na base e creme de avelã e cacau e fruta da estação no topo (8€). E se na hora da sobremesa já não lhe apetecer pizza, servem também os gelados artesanais da Gulato, da Comporta.

As embalagens, recicláveis, também têm que se lhe diga. O desenho ficou a cargo de Selina van der Geest, sócia e designer de interiores com uma linha própria de móveis de aço: quando abrir a caixa, encontra a pizza devidamente fatiada numa segunda bandeja de cartão. Vem com instruções para se for necessário reaquecer no forno, mas caso não seja, é perfeita para servir assim e poupar espaço na mesa (uma questão chata quando encomenda mais do que uma e tem de fazer um tetris com as tampas das caixas).

As entregas próprias são feitas num raio de seis quilómetros da loja, englobando também nas zonas do Restelo, Belém, Benfica, Campo Grande, Alvalade, Amendoeiras e Marvila. Também estão presentes noutras plataformas de entrega.

https://delivery.pizzagira.com/. Rua do Poço dos Negros, 167 (Santos). 21 395 0577. Ter-Qui 12.00-21.00, Sex-Sáb 12.00-22.00.

By Ines Sanchez

View Source

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PT

Credit

Logo + Branding by Charlie Kinsman
Site By Wrenegade Grace